A Beleza do Autoconhecimento

Olá pessoas, como estão? Tudo bem? Que perguntas mais banais, não acha? Quantas vezes falamos isso durante o nosso dia, e quantas vezes respondemos? Ou melhor dizendo, não respondemos?

Na realidade essa pergunta possui uma importância absurda que, na grande maioria das vezes, durante a correria do dia-a-dia acaba se perdendo e no fim você deixa de responder.

Conhece-te a ti mesmo e saberá qual caminho trilhar.

Muitas pessoas desmerecem o poder da autoanálise, e em algum momento da sua vida isso provavelmente irá pesar. O hábito de parar, ficar em silêncio e analisar o que tem ocorrido na sua vida, suas ações, suas escolhas, quais consequências, oportunidades, enfim tudo aquilo que acontece que lhe envolve, influencia seu círculo social, sua comunidade. Ao adquirir esta prática, você se torna mais Autoconsciente, e consegue tomar decisões mais reais com aquilo que realmente você procura. Aliás, o que você procura? Você realmente já pensou nisso? Já colocou na ponta do lápis? Quando foi a última vez que fez algo para alcançar este objetivo? Tome cuidado com a sua resposta, se você precisar pensar muito para se lembrar, pode ser um sinal de que você não está em um caminho tão interessante assim para sua vida.

 

Descobri que as minhas melhores escolhas foram aquelas que fiz quando ainda criança.

 

Não se preocupe, a ideia do texto não é dar nenhuma resposta mágica. Sinto muito se veio procurando por isso, a proposta na verdade é lhe fazer um convite: pare por 10 minutos e reflita. Ainda estamos no início do ano, você ainda tem tempo para fazer estas análises. O velho ano que se tornou novo. As promessas do ano que se inicia. A esperança de um futuro melhor, abrace por 10 minutos estes pensamentos e procure se autoconhecer. Você verá que é algo incrivelmente simples, e incrivelmente interessante.

Hoje em dia temos práticas e ferramentas que facilitam muito este tipo de exercício. Seja com Yoga, Coaching, Psicólogo ou a própria Terapia. Mas, com todo respeito a estes profissionais (que em suas profissões são incrivelmente importantes e magníficos, aqui cabe o clichê de que todas as pessoas deveriam mesmo fazer terapia). Mas já há algum tempo eu entendi que não importa muito o local onde você está. Mas sim o que está em você (Faz sentido isso?). Independente do que seja e onde seja, encontre algo que você gosta. Algo que seja só seu, e use para refletir sobre quem você é, o que você procura e onde quer chegar.

Resultado de imagem para happy

E os mais interessante disto, é que na realidade nós nunca teremos uma resposta, frustrante você diria? Na verdade penso que seja o contrário, é instigante, desafiador. As pessoas mudam, as coisas mudam, nós mudamos, ao longo da vida mudamos os planos, os rumos, os pensamentos, os anseios e medos, então este tipo de análise é algo constante, e não há uma resposta certa ou errada, há apenas a sua reposta naquele momento, naquele instante. Faça disto um hábito e pouco a pouco perceberá algo incrivelmente único.

Step one: Breathe.

Step Two: Repeat Step One.

Banner 728x90
Rise of the Tomb Raider
Office 365 University
Windows 10
Gears of War
Visual Studio 2015

Daniel Peres Autor

Hey, listen!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *